28 de setembro de 2014

Nem só de contos de fadas viverá o casal ... [!]



Hoje eu gostaria de organizar alguns pensamentos sobre relacionamento ...  pensamentos esses que tenho aprendido com Cristo, pois sim, Ele tem muito a nos dizer sobre como nos relacionar uns com os outros, sobre o verdadeiro AMOR.
Por ser mulher, confesso que ainda me “derreto” quando vejo fotos de casais nas redes sociais seguidas por textos gigantes e com palavras bonitas, altas declarações e tal ... mas até que ponto todo aquele mel é real? E mais, será que é benéfico tanto assim toneladas de açúcar pra corrente sanguínea do casal? Fico me perguntando e acho que isso não faz muito sentido...
Sou uma pessoa com uma experiência considerável quando o assunto é relacionamento. Já estive em relacionamentos que duraram bastante tempo cada e hoje me encontro no meu 4º e último (se Deus assim quiser!)relacionamento. E hoje, quando olho pra mim, eu vejo que amadureci e mudei em muitas coisas e me sinto muito feliz por isso. Só que a verdade é que tive que passar por cada relacionamento que passei, precisei vivenciar cada momento, tive que me permitir deixar ser curada por Deus em tantas coisas até chegar aqui e ser quem sou hoje... definitivamente não foi fácil. Mas precisei de tudo isso. Deus usou tudo isso, eu creio. E Ele continua a usar situações hoje, continua a usar pessoas hoje pra terminar a grande obra no meu coração... e a grande questão é: Num relacionamento a dois, quais são as situações com maiores possibilidades de crescimento e amadurecimento?



Quando tudo é conto de fadas pro casal, isto é, quando não há conflitos de ideias, divergências de pensamentos, quando os defeitos são camuflados e tudo o que se enxerga (ou que se quer enxergar) são as qualidades do outro, tenho a impressão de que isso mais parece um relacionamento entre duas máquinas do que entre dois seres humanos.  E como crescer do lado de uma pessoa dessa forma? A meu ver, os conflitos, os momentos mais delicados na vida de um casal, são os momentos em que há maiores possibilidades de crescimento e amadurecimento.  Diante de um momento difícil temos duas opções: Ou nos tornamos as vítimas e começamos um eterno “mimimi” ou fazemos como o apóstolo Paulo nos ensinou sobre ter uma mente integrada, isto é, uma mente que olha para as situações difíceis da vida e, ao invés de mimimizar tudo, a gente se pergunta “ok, como irei glorificar a Deus nessa circunstância difícil?” Porque é isso! Deus usa os momentos mais difíceis de nossas vidas para moldar nosso caráter, para nos aperfeiçoar afim de que nos tornemos mais parecidos com Cristo Jesus.  Logo, nesse sentido, viver só de conto de fadas seria extremamente maléfico pro casal ... simplesmente por não se permitirem encarar as dificuldades juntos e crescerem juntos no meio das turbulências do relacionamento.
Digo pro Rafa que Deus usa muito a vida dele pra me moldar ... Eles devem ter uma parceria muito séria nessa missão (Haha) porque, mesmo sendo só 4 meses juntos, já passamos por momentos difíceis e delicados em que Deus falou muito sobre coisas que preciso ainda me deixar ser curada ... e creio que com o Rafa tenha sido a mesma coisa ... e é isso, ne?! Essa é a grande “magia” do relacionamento a dois ... essas oportunidades de ouro que Deus nos dá pra sermos pessoas melhores, pessoas que têm a cara dEle, através  desses momentos mais difíceis pelos quais passamos, sim. Não há porquê querer camuflar isso ... eu quero mais é admitir mesmo que sou pecadora e que preciso de Deus e que preciso de pessoas na minha vida pra me ajudar nessa missão.
A hora de liberar perdão é essa! Quem somos nós pra alimentar orgulho? Quem somos nós pra empinar o nariz e não perdoar alguém? Será que temos créditos pra isso? Eu com certeza não. Por isso quero sempre a prática do perdão na minha vida, assim como Cristo me perdoa todos os dias. Quero sempre amar sem falar em méritos ... porque Cristo me ama e eu não tenho nenhum mérito nisso. A escolha foi toda dEle. E porque não posso pensar e agir da mesma forma? Só lembrando que amar é uma escolha que fazemos diariamente, portanto, não queira reduzir o amor à um simples “eu te amo” dito de qualquer maneira, pra qualquer um, sem que não haja prática alguma. Isso é /fail demais!

Sabe, as declarações de amor nas redes sociais e as fotos felizes ... elas podem até fazer parte sim ... mas me faz muito mais feliz pensar que através do meu relacionamento (que tem altos e baixos) Deus tem planos lindos, doloridos e profundos para transformar tanto a minha vida quanto a do Rafa. E isso sim faz todo o sentido!

No amor,

Nique C.