12 de janeiro de 2015

Pecado, Confissão e Perdão [!]




Hoje falarei sobre o pecado, a confissão e o perdão. É preciso falar do pecado porque pecamos o tempo todo. Por mais que tentemos não o fazer, uma hora ou outra a gente vai e ...poof!... peca. Consciente ou inconscientemente a gente peca e isso é fato. É apenas o reflexo do Pecado (no singular) maior da humanidade, o de ter rompido com o Criador lá no Jardim. Quando quisemos ser independentes dEle, conhecemos o mal e as consequências disso estamos sentindo na pele até hoje...
Mas e aí? Estamos lascados eternamente por conta de uma escolha feita há tempos atrás? A resposta é NÃO!!!  Deus é tão incrível que, mesmo sendo traído, escolheu a reconciliação com os Seus e enviou então Aquele que seria o Caminho para a absolvição total de todos os pecados, de todas essas dores de parto que a humanidade sente e geme ... Seu nome: Jesus, O Cristo! Só há alívio nEle, Ele é o alívio.  E o que isso significa? Que aquele que reconhece a atitude salvadora do Cristo e que agora está em Cristo não mais cometerá pecados? A resposta é NÃO de novo! Somos pecadores e sempre pecaremos  ... a diferença é que em Cristo a gente adquire uma nova consciência de quem Ele é, de quem somos e, o mais importante, de quem PODEMOS ser. Ou seja, há uma esperança, nem tudo está perdido! Graças à graça de Deus!
Então fica a pergunta: quando pecamos, o que fazer pra receber o perdão? Qual o caminho para a reconciliação? Existe uma jornada ... 

1º Devemos reconhecer o pecado, reconhecer nossa natureza adâmica e nossa dependência dEle;
“Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; e, segundo a multidão das tuas misericórdias, apaga as minhas transgressões. Lava-me completamente da minha iniquidade e purifica-me do meu pecado”. (Salmos 51: 1-2) 

2º Devemos confessar o pecado, dizer pra Ele quem somos com toda sinceridade, sem camuflar as manchas;
“Confessei-te o meu pecado e a minha iniquidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao Senhor as minhas transgressões ;  e tu perdoaste a iniquidade do meu pecado”. (Salmos 32.5)

3º Devemos receber o perdão. Entender que Ele está sempre de braços abertos pra nos receber de volta;
“Bem-aventurado aquele cuja iniquidade é perdoada, cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atribui iniquidade e em cujo espírito não há dolo”. (Salmos 32.1-2)

4º Desfrutar a alegria. Nos lembrar que nEle não há condenação para nós, somos livres pra reescrever nossa história quantas vezes necessário for.
“Alegrai-vos no Senhor e regozijai-vos, ó justos; exultai, vós todos que sois retos de coração”. (Salmos 32:11)

Entendendo essa jornada e praticando todos esses passos, fica mais fácil lidarmos conosco mesmos e com nossos pecados. Entender que Deus é bom, misericordioso e que Ele está mais preocupado em ouvir do que julgar, muda nossa maneira de nos relacionarmos com Ele e com o próximo e nos dá ânimo pra continuar no caminho ao invés de desistir e se entregar. Muitas vezes peco e me esmurro constantemente, me achando a mais indigna e a pior das pecadoras... e de fato, sou tudo isso mesmo. Mas Ele tem graça pra mim, Ele tem novos recomeços pra aqueles que se enojam dos seus próprios pecados e que não aceitam mais viver sob esse jugo maligno, aliás, esse é o sinal de que a GRAÇA de Deus nos alcançou... já não pecamos com gosto, a gente sofre. Mas é bom saber que diante de infinitos erros e frustrações na vida,  Ele nunca desistiu de mim e sei que nunca desistirá e é isso que me faz continuar. E se O tenho do meu lado, tenho TUDO.
Então termino agradecendo à Ele tudo o que tem me ensinado até aqui, Sua exortação em amor, Sua paciência, Sua graça e misericórdia que nunca tem fim! E vamos caminhando pois ainda há muito o que aprender...

No amor e gratidão, 

uma filha que depende muito do Seu Pai.

2 de janeiro de 2015

Good times for a change ... [!]


 Esse post é uma retrospectiva básica do que foi meu 2014 e o que mais espero pra 2015 ... porque, claro, eu espero muitas coisas pra esse novo ano ... mas existem umas  ESSENCIAIS pra que todas as outras aconteçam. Por isso, minhas keywords pra 2015 são: Reflexões e Escolhas. Mas antes de falar delas, vamos voltar pra 2014!

O ano de 2014 foi um ano meio inesperado, pois no final de 2013 eu tinha alguns planos, algumas expectativas ...porém, na hora H tudo saiu diferente do que eu imaginava que seria. Pessoas que eu esperava estarem perto de mim em 2014 não estiveram ... mas não porque quiseram assim, simplesmente porque a vida quis e, por mais que na hora tenha me doído muito, mais pra frente eu entendi que a vida acontece as vezes sob outras perspectivas e que, em cada uma delas, Deus está presente nos sustentando, nos dando paz e tranquilidade em saber que nunca (eu disse NUNCA) estamos sós e que Ele sempre sabe o melhor caminho a seguir! E assim foi ... em tudo que me aconteceu em 2014 pude ver meu Pai cuidando de mim e me incentivando a prosseguir. Se por um lado pessoas se afastaram pela vida, outras chegaram. O ciclo da vida, ne? E com essas chegadas Deus continuou me ensinando, me cuidando, voltando meus olhos e coração pra lugares e causas lindas que até então não havia experimentado... Muito válido pra mim, pude repensar muitas coisas na minha vida e aprender a encarar meus fantasmas sem medo. Tô aprendendo a me olhar no espelho da alma e não fugir do que vejo, mas antes, tenho sido incentivada a me encarar, me perceber e mudar... são muitos os desafios e confesso que não tive coragem de topar alguns destes que 2014 me trouxe ... mas acho que estou no caminho ... tenho 364 dias pra isso.
O ano de 2014 também me ensinou a vencer alguns preconceitos ... me ensinou que cada caso é um caso e que eu não precisava me privar de viver certas coisas na vida por causa de preconceito da sociedade. A minha história Deus me dá a chance de escrever a cada manhã que abro meus olhos e saio pra viver  e é isso que busco também pro novo ano ... continuar a vencer meus preconceitos e olhar pra mim mesma e pros meus sonhos com um pouco mais de confiança. 
Pra 2015 pretendo e preciso refletir sobre os meus caminhos, meu futuro, sobre quem sou eu no Reino do meu Pai e descobrir o que posso dar de melhor pra esse Reino. Sei que esse será um trabalho árduo e que exigirá de mim alguns sacrifícios ... mas sei que preciso parar de fugir do espelho e descobrir quem fui, quem sou para mudar quem serei. Não estou fadada ao fracasso, como muitas vezes pensei que estivesse, confesso. Sei que nEle tenho a oportunidade de fazer tudo diferente, tudo novo, de novo. Ele me permite isso ... esse é um sonho dEle antes de ser meu. E se sei que Ele está comigo e que Ele acredita em mim, o que mais posso querer pra 2015? Uma vez que tiver essas respostas, saberei que escolhas fazer sem medo de ser feliz. Não quero mais temer a nada, quero viver a vida que Ele tem pra mim e lutarei muito em 2015 pra isso. Que Ele me ajude pois sou totalmente dependente da sua mão.
Pelos muitos desafios e mudanças de 2014 eu agradeço ao meu Pai. E pelas novas oportunidades que Ele me dará em 2015 também agradeço. Porque, como gosta de repetir uma pessoa que muito alegra meu coração e que, inclusive, faz parte da parte boa que 2014 me trouxe (Meu lindo, querido, cheiroso e amado Rafa <3) : DEle, por Ele e para Ele são todas as coisas! Meu 2014 foi dEle e meu 2015 continuará sendo.